Os maiores erros num processo de emagrecimento

Erros no emagrecimento

Já conhecendo as causas da obesidade e os caminhos certeiros para tratá-la, fica mais fácil identificar os maiores e mais frequentes erros cometidos por muitas pessoas que se frustram atrás de emagrecimento.

O 1º erro que podemos citar é achar que para emagrecer é necessário fazer dieta restritiva, passar fome, comer muito pouco ou até mesmo ficar sem comer. É ficar dependente de uma lista que vai te falar que tanto que você pode comer, contando calorias, pontos e transformando a sua refeição – que era para ser um momento de gratidão e prazer – numa terrível sessão de contabilidade.

Além disso é provado que listas de alimentos proibidos na verdade até aumentam a vontade de comer o que não se pode. Além de mexer muito com o nosso emocional as dietas restritivas destroem o nosso metabolismo (fazem com que ele fique muito lento), e depois de um período de super restrição, qualquer coisinha que a gente come, a gente engorda o dobro. Habitualmente ela até emagrece no comecinho a com isso a gente acha que fazer dieta é o melhor recurso, mas o impacto que ela causa nosso metabolismo e nosso emocional, faz com que os resultados sejam insustentáveis.

É um método falso, que finge de bonzinho, finge estar te ajudando, mas que é traiçoeiro. E aí vem aquela história de que a pessoa engorda só de olhar. Qualquer pouquinho que come já vira gordura (gordura na barriga, nas pernas, nos braços, e gordura até nos seus órgãos, como no fígado por exemplo). E as pessoas não entendem porque que isso acontece com elas. Porque que mesmo fazendo várias dietas ao longo do ano, elas ainda terminam o ano acima do peso. Na dieta muito restritiva, os quilos perdidos não são apenas gordura como o paciente deseja. Na verdade, o corpo busca energia tanto nas gorduras como nos músculos. Quase metade de tudo o que se perde inicialmente não é gordura. E o pior, ao perder músculo perde se aquele que é o mais importante para manter e acelerar o seu metabolismo. Com isso o metabolismo despenca!

Mas tem mais prejuízo! O próprio organismo, ao perceber a grande restrição, a falta de nutrientes, ele age para resolver isso. Sabe o que ele faz? Ele freia ainda mais o seu metabolismo, e freia muito mesmo. Ele te transforma em um excelente poupador de energia. Já que está faltando tanto, ele vai economizar muito, óbvio! Péssima notícia também, pois você já perdeu musculatura e agora seu organismo ainda te deixa com o metabolismo mais lento ainda. E por fim, precisamos entender que somos de carne e osso, não somos máquinas. Tudo que é muito sofrido, muito difícil, e principalmente, sem gerar resultados, está fadado a ser um fracasso.

Ninguém suporta viver com tanta restrição, com tanta fome, com tanto sofrimento por muito tempo, ainda mais sem ver resultados na balança. A restrição exagerada (fechar a boca, passar fome) vai acabar gerando a desistência e até mesmo uma compulsão alimentar.

Já sabemos que 95% das pessoas que fazem dietas restritivas voltam a engordar. E o erro não foi dessas pessoas, mas do método escolhido. Você tomaria um antibiótico que tivesse 95% de chance de falhar? Você entraria num avião que tivesse 95% de chance de cair? Provavelmente não, ne? Mas por que será que muitas pessoas ainda confiam e tentam usar este método para emagrecer? Muitas ainda insistem nesse erro, chamado dieta restritiva, que tem 95% de chance de falhar.

Precisamos voltar a entender que a comida é fundamental para a nossa nutrição, para a nossa vida, mas que nós nos sentamos ao redor de uma mesa também para comemorar nossas vitórias, celebrar a vida ou simplesmente para tomar um café com família e os amigos. Temos que nutrir o nosso corpo, mas não podemos excluir o prazer da comida da nossa vida. Mas não é porque você aprendeu que dieta restritiva é um dos maiores erros do emagrecimento, que você está liberada para exagerar na sua alimentação. Claro que não! Existe um equilíbrio aí que a gente chama de alimentação sustentada. Uma forma equilibrada, leve e sem proibições para se alimentar. Uma técnica muito importante, com alto poder de transformação do peso corporal e do estilo de vida.

O 2º grande erro é achar que você precisa gastar horas fazendo atividade física todos os dias, e que isso te dá o direito a exageros. Isso também não é necessário. Claro que atividade física é fundamental para a saúde e também para o emagrecimento, mas anota aí: os estudos mais recentes nos mostram que, dependendo do tipo de atividade física, cerca de 15 a 20 minutos por dia, de 4 a 5 vezes na semana já pode ser suficiente para te ajudar no emagrecer, junto as outras ações.

O tratamento da obesidade só dá certo quando trabalhamos a sintonia entre todas as ações necessárias. Precisa ser leve, fácil, mas precisa ser completo. De nada adianta se acabar de tanto malhar se o paciente não segue as outras ações transformadoras. Vira sofrimento demais, para resultados de menos. E ainda tem uma crença errada de que “se exagerar na atividade física, pode exagerar na comida também”, ou que, “se exagerei na comida do fim de semana basta malhar mais na segunda feira”. Infelizmente isso não acontece! Sabemos que existe uma desproporção entre a facilidade de entrar calorias e a dificuldade de queimá-las. Nenhum exagero alimentar, de ganho calórico, poderá ser compensado com exagero de atividade física.!

O 3º grande erro: mudar alguns hábitos diários, mas não mudar a mente. Ou seja, a mudança até começa a acontecer, mas chega na metade do caminho e vem a desistência. Este é o grande segredo para quem quer emagrecer e ser magra definitivamente. Os seus pensamentos definem as suas ações. Você pode até decidir ter uma boa alimentação, mas se a sua cabeça não acompanhar a sua decisão é questão de prazo para você voltar a ter o comportamento de 59 antes. Você decide que vai comer super saudável nessa semana, e você entendeu tudo o que você tem que comer certinho, você foi lá no seu médico ou no seu nutricionista e ele te explicou tudo certinho o que que você tem que comer, oque que você não deve comer… a ai você vai para sua casa animada, faz certinho no primeiro dia, no segundo, no terceiro já bate aquela vontade de comer docinho, aquela sobremesa que está na sua geladeira, depois chega a sexta feira vem aquela vontade de comer um sanduiche, no domingo aquela vontade de comer pizza… enfim, você começa a remar contra a maré.

E está tudo certo, porque no começo você tem força para remar contra essa maré. O problema é que isso cansa. Fica remando muito tempo pra ver… você vai perdendo suas forças, fica cansada, muito cansada e é natural desistir pelo cansaço. É aquela hora que você fala: “não aguento mais resistir!” E não aguenta mesmo. E o grande segredo para o sucesso duradouro não está nessa resistência de continuar nadando sempre contra a maré, mas em conseguir fazer a maré ficar a seu favor. O segredo não é resistir aquele docinho todos e continuar desejando, mas é olhar para aquela doce e com alegria falar: hoje eu não quero, sem sofrimento.

Essa é a diferença entre resistir e aprender a não desejar mais. Libertar se do vício e estar no controle das suas escolhas e da sua vida. Essa é a diferença entre ficar nadando contra a maré ou fazer a maré ficar a seu favor. Isso é mudança completa. Corpo e mente andando juntos na mesma direção.

E para essa mudança completa são necessárias duas etapas: A primeira etapa são as mudanças do corpo, fundamentais para você emagrecer. Aqui são ajustes necessários na alimentação, na atividade física, no sono, na ingestão de água… enfim, nos ajustes certos que vão de fato, mudar a sua composição corporal e acelerar o seu metabolismo. A segunda etapa são as mudanças da mente, fundamentais para você continuar magra, sem efeito sanfona de emagrece/ engorda/ emagrece/ engorda. A hora de fazer a maré ficar a seu favor. Muitos profissionais da área de saúde trabalham só a mudança do corpo, e muitos coaches trabalham somente a mudança da mente. Desta forma a mudança vai ser incompleta, nadando sempre contra a maré. É exatamente onde entra a metodologia de emagrecimento integrativo e sustentado, as 10 ações transformadoras

Texto compartilhado da Apostila do Professional PES Programa de Emagrecimento Sustentado

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *