COACHING EVOLUTIVO – PIRÂMIDE DOS NÍVEIS NEUROLÓGICOS DE APRENDIZAGEM

A Pirâmide dos Níveis Neurológicos do Processo Evolutivo é extremamente importante para realizarmos um diagnóstico do nível onde o cliente se encontra e também para estruturar um plano de ação para aprendizagem e mudança no indivíduo dentro do Processo.

O nível do ambiente refere-se ao ambiente externo. Os fatores ambientais determinam o contexto e as contingências dentro dos quais o indivíduo ou as organizações operam. O ambiente é formado por coisas como a localização geográfica das operações, os prédios e instalações que definem o “local de trabalho”, o design do escritório e da fábrica. Além da influência que esses fatores ambientais exercem sobre as pessoas, podemos também examinar a influência e o impacto que as pessoas podem exercer sobre o ambiente, e que produtos ou criações elas trazem a ele (ambiente). Ninguém pode dizer que está isento das influências externas. Em maior ou menor grau, dependendo do seu nível evolutivo, a relação passiva ou ativa do indivíduo com o ambiente varia consideravelmente.

Neste nível o coach se apresenta como Guia e o líder faz uma gestão por exceção. Onde? Quando? Qual o melhor lugar para estar em determinada situação? Neste nível trabalhamos com as oportunidades que o ambiente pode nos oferecer, utilizando-as em nosso benefício. Onde estar?

O segundo nível é o do Comportamento, este se refere às ações e reações do indivíduo. Este nível aborda não somente ações efetivas, mas também as ações potenciais efetivadas no pensamento. Este nível poderemos observar como o indivíduo se comporta, ou seja, suas ações e reações específicas a determinadas situações. Quais são os padrões especiais de trabalho, interação ou comunicação? Em nível organizacional, os comportamentos podem ser definidos em termos de procedimentos gerais. Em nível individual, os comportamentos tomam a forma de rotinas específicas de trabalho, hábitos de trabalho ou atividades relacionadas com o trabalho.

O que fazer? Como eu me comporto? Qual a melhor ação ou reação em determinada situação? Neste nível trabalhamos as ações e reações do indivíduo para as situações em que deseja mudança, ou o alcance de algum objetivo específico. O coach neste nível atua como treinador e o estilo de liderança adotado é o estímulo por recompensa.

O terceiro nível do processo envolve as estratégias, habilidades e capacidades pelas quais a organização ou o indivíduo dirige as ações dentro de seu ambiente isto é, como eles geram e orientam seus comportamentos dentro de um contexto particular. Para o indivíduo, as capacidades incluem estratégias cognitivas e habilidades tais como: aprendizado, memória, tomada de decisão e criatividade, que facilitam o desempenho de um determinado comportamento. Em nível organizacional, as capacidades relacionam-se com as infra-estruturas disponíveis para dar suporte à comunicação, inovação, planejamento e tomada de decisão entre os membros da organização.

Como fazer? Quais habilidades e competências eu tenho? Neste nível desenvolvem-se as habilidades e competências do indivíduo para alcançar suas metas. As competências são como o indivíduo aplica o conhecimento nas mais diversas situações. Neste nível também nos debruçamos nas estratégias mentais do cliente, o que também está relacionado com competências. Aqui o coach atua como Professor/Consultor e o estilo de liderança adotado é o estimulo intelectual.

O nível quatro do processo é formado por valores e crenças, que fornecem a motivação e as linhas mestras que estão por detrás das estratégias e capacidades usadas para atingir os resultados do comportamento no ambiente. Exatamente por que as pessoas fazem as coisas da maneira como as fazem, num determinado tempo e lugar. Nossos valores e crenças fornecem o reforço, motivação e permissão que suportam ou inibem as capacidades e comportamentos. Os valores e crenças determinam como os eventos recebem significados. Corporativamente os valores e crenças dão suporte ao senso de identidade dos indivíduos e da organização.

Em que eu acredito? O que é importante para mim? Porque ajo assim em determinada situação? O cliente permite ao coach ir além e desvelar suas crenças pessoais. Esta permissão pode colocar o cliente numa condição de desafio ao reconhecer verdades limitantes que permeiam sua vida. Reconhecer os valores permitirá desenvolver a jornada com mais consciência e lucidez, o que é bom e desejável. Neste nível o coach tem o papel de Mentor e a liderança é inspiracional.

O quinto nível, identidade, está diretamente ligado a nossa missão, e definiremos missão como um propósito essencial, que nos move a tornar a melhor pessoa que podemos ser. Nenhuma experiência particular de nossa vida pode ser separada do conjunto, a nossa história e todas as experiências ajudaram a formar a pessoa que somos agora. Portanto, podemos dizer que a pessoa que somos é o resultado das escolhas que fizemos ante as circunstâncias, e que a vida é fruto da disciplina ou da falta dela.

Quem eu sou? Qual o motivo da minha existência? Qual minha missão na vida? O quanto eu sou importante e único? Qual o valor que tem minha própria história? O processo de identidade é o primeiro passo para o relacionamento com o outro. Neste nível o coach faz o papel de Patrocinador, foco no positivo e o líder atua na consideração individualizada.

No nível afiliação, sexto nível, as perguntas mais significativas são: O que mais posso fazer para contribuir com todos a minha volta? Espontaneamente o foco passará a ser sistêmico, no coletivo. O significado e o propósito da vida é realizar o mais plenamente possível o nosso potencial e tornarmos a melhor pessoa que podemos, nos transformando e transcendendo em todos os aspectos. Enfim, o compromisso com o propósito de nos tornarmos a melhor pessoa que podemos ser é a chave para vivermos uma vida cheia de significado e paixão.

Qual meu papel na minha equipe? O quanto eu sou importante em determinado grupo? A que grupos eu pertenço? A partir de uma identidade sólida e consciente o indivíduo pode ter uma afiliação mais saudável com os outros, com grupos específicos, onde é importante tanto o senso do EU quanto o pensar como grupo. Neste nível o coach faz o papel de Aglutinador e a liderança e colaborativa.

O sétimo nível está ligado ao senso de significado da vida, a uma visão maior e em fazer o bem comum ao coletivo.
Qual minha contribuição na sociedade onde vivo? Qual minha relação com o universo que me cerca? Neste ponto o indivíduo se torna capaz de pensar como humanidade, como ser integrante do universo maior. É o nível da responsabilidade social, da ética, e da conexão com algo maior que permeia a todos. Neste nível o coach faz o papel de Despertador e Self Empowerment e a liderança é carismática e visionária.

Quando o processo de aprendizagem acontece nos níveis mais elevados da pirâmide do processo evolutivo, mais efetivas e duradouras serão as mudanças. As mudanças em níveis mais altos como o da Identidade, Afiliação e Espiritualidade ocorrem em nível inconsciente e trazem transformações em todos os outros níveis, porque o indivíduo com uma nova visão de si mesmo e do universo ressignifica ambientes, muda comportamentos e naturalmente está mais propenso e determinado a desenvolver novas habilidades e estratégias. E também ao reconhecer suas crenças limitantes permitirá desenvolver sua jornada com mais consciência, responsabilidade e lucidez.

 

By Nadir Paes

Novembro/2011

 

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *