fbpx

PODEMOS SIM CRIAR UM MUNDO MELHOR

Vou começar este texto refletindo sobre a frase do Ganddhi: “Seja a mudança que você quer ver no mundo”.

Nos últimos dias no Brasil a palavra mudança, talvez tenha sido a mais pronunciada pela maioria dos brasileiros. Sempre que sentimos necessidade de mudar algo, é porque identificamos algo que incomoda e que por isto requer mudança.

É muito mais fácil querer e buscar a mudança externamente, bem como terceirizar a responsabilidade das mudanças aos outros, ao governo, aos pais, a empresa; e assim vamos esquecendo que a mudança que queremos no mundo inicia em um ponto dentro de cada um nós.

E continuamos a viver a cada dia esperando a mudança do outro. E então esperamos que o esposo ou esposa seja mais compreensivo, o pai mais flexível, o governo seja melhor, e assim por diante. Na realidade a mudança tem que partir de cada um de nós, porem o baixo nível de autoconhecimento dificulta o reconhecimento de aspectos comportamentais que precisamos potencializar e outros que precisamos melhorar.

As mudanças começam com pequenas atitudes, com foco num objetivo planejado; e estes comportamentos são capazes de promover grandes transformações pessoais e profissionais. As grandes transformações e mudanças no mundo foram iniciadas pelas pessoas através das pequenas decisões e ações diárias.

Se você quer verdadeiramente um Brasil diferente, um mundo melhor, experimente primeiro promover o seu aperfeiçoamento pessoal e realizar inovações no seu próprio interior. Estas atitudes se refletirão em mudanças positivas no seu ambiente familiar e profissional e no seu país. Deste ponto em diante, as mudanças se expandirão em proporções cada vez maiores. Tudo o que fazemos produz efeito e é capaz de causar grandes impactos.

Quais melhorias e mudanças você gostaria de ver no mundo? Que tal começar agora por você mesmo?

O mundo somente vai mudar quando as pessoas mudarem. O mundo melhor é a somatória dos resultados de melhorias das pessoas. Ao começarmos o processo de autoconhecimento e transformação pessoal já estamos mudando o mundo fora de nós. A distância que temos de nós mesmos é proporcional a temos do mundo. Pois tudo é uma projeção da nossa percepção. Quando mudo o meu mundo dentro eu mudo o meu mundo fora de mim. Ninguém será capaz de mudar o mundo se não mudar a si mesmo primeiramente.

O mundo somente vai mudar quando nós mudarmos, quando passarmos a respeitar mais as opiniões diferentes das nossas. O mundo mudará quando cuidarmos do meio ambiente e da saúde do planeta, com pequenas atitudes, como por exemplo economizando a água e jogando o lixo no lugar certo. O mundo mudará quando pararmos de ter atitudes de levar vantagem em tudo como: furar fila, usar vagas de estacionamento destinadas a pessoas com necessidades especiais, de comprar produtos piratas, etc.

Mudamos o mundo quando somos responsáveis, não culpamos os outros pelas nossas dificuldades. Quando vivemos em harmonia nos ambientes onde estamos inseridos, com bom senso e respeito pelos direitos e deveres. Melhoramos o mundo ao sermos humildes em reconhecer quando erramos, quando somos inteligentes ao aprender com os erros e ao ter maturidade para corrigir os erros, e fazer diferente e melhor.

Mudamos o mundo ao buscarmos continuamente a nossa melhor versão, a conexão com o nosso EU Maior. Mudamos o mundo quando buscamos uma posição realista frente aos desafios, quando buscamos uma atitude positiva diante da vida.

Para fazer essa diferença no mundo é preciso ter coragem para buscar o autoconhecimento e o aperfeiçoamento constante em nós mesmos. Por esta razão, vamos continuar crescendo e nos aperfeiçoando.

Madre Teresa de Calcutá tinha um pensamento grandioso: “O meu trabalho representa apenas uma gota no oceano, porém, sem ele, o oceano seria menor”.  Você não precisa ser presidente de uma nação para mudá-la, basta ser responsável por si, desenvolvendo algumas atitudes positivas diariamente, e assim vamos melhorando a nossa volta, e assim por diante melhorando os sistemas onde estamos inseridos; e melhorando um país inteiro.

Para isto vamos ser honestos conosco e com os outros. Vamos fazer o bem, vamos ser gratos. Vamos ser menos julgadores. Vamos sorrir mais e respeitar a todas as pessoas que cruzarem o nosso caminho.

Vamos ser a mudança que queremos no mundo, e assim servir de inspiração e exemplo as pessoas ao nosso redor para que elas também possam se transformar e mudar. Talvez esta seja única maneira de verdadeiramente criar uma grande corrente positiva de mudança e transformação no mundo.

 

Quer se autoconhecer mais? Então faça e o Inventário de Perfil Comportamental DISC e marque comigo uma sessão de devolutiva gratuitamente neste link: https://nadirpaescoach.com/teste-disc/

 

Você achou útil as reflexões deste texto? Se sim então compartilhe com alguém que você imagina que também poderá aproveitar.

 

 

 

[wp_bannerize_pro categories="mente" orderby="random" numbers="1"]

CLAREZA DE OBJETIVOS – COMPETÊNCIA DE ALTA PERFORMANCE

CLAREZA DE OBJETIVOS – COMPETÊNCIA DE ALTA PERFORMANCE

Objetivos e metas claras são extremamente importantes

Se você por exemplo você  for convidado para jogar um jogo que você nunca jogou, não te explicarem as regras e simplesmente você sair para jogar. Qual é a chance de você se dar bem na partida? Eu diria que quase zero. Agora imagine que esse jogo seja um jogo longo, de estratégia, tipo War. Aí sim sua chance será menor ainda.

E por que isso acontece? Porque você foi executar algo sem ter clareza sobre o que fazer, como fazer e nem quando fazer. Na nossa vida é assim também, como um jogo de longa duração, de estratégia e muita ação. A diferença é que nesse jogo não existe a opção de começar do início novamente. Você só consegue mudar o que acontece de hoje em diante, não o que já passou.

Portanto, quanto maior for sua clareza em relação aos seus objetivos e quanto antes você  tiver estas informações, mais motivado e comprometido você vai se sentir. Consequentemente, maiores serão suas chances de ser bem sucedido e de não se arrepender do tempo que perdeu fazendo coisas sem significados.

Metas e objetivos claros e bem definidos são combustíveis do nosso entusiasmo e motivação, e consequentemente da Alta Perfomance. Ter Objetivos claros é essencial para as pessoas que desejam ir além e ter resultados extraordinários.

“Se você não sabe para onde ir, qualquer lugar serve ou todos os lugares estão errados.”

Definimos como objetivo aquilo que queremos alcançar, sonhos que desejamos realizar na nossa  vida, seja no aspecto pessoal ou profissional. Trata-se de algo mas abrangente, que tem a ver com o lugar aonde queremos estar daqui a alguns anos, ao longo de nossa jornada evolutiva.

São exemplos de objetivos: montar um negócio próprio, receber uma promoção, fazer uma viagem internacional, comprar um carro, ter casa na praia, ter  filhos, comprar a casa própria por aí afora.

Já metas, consiste no tempo e os meios que serão utilizados para conquistar determinado objetivo. Metas são os passos para alcançar os objetivos, tratam-se de pequenos objetivos a serem alcançados, em um curto ou médio espaço de tempo, que farão com que, aos poucos estejamos mais próximos do objetivo macro que queremos conquistar. Resumidamente, o objetivo é o que eu quero ter, e a meta define como alcançar isso. Toda e qualquer meta ou objetivo tem valores e crenças subjacentes, e identificar essas crenças e valores pode resultar em uma melhor performance.

As Metas desafiadoras criam receios e medos do fracasso, porém a ausência de metas garante o fracasso. Os objetivos e metas claras nos trazem confiança e esperança, pois nos levam à ação e estabelecem. Devemos sonhar, sonhar grande e dar asas e pernas aos nossos sonhos através da clareza de onde se quer chegar e do planejamento do passo a passo para alcançá-los.

Vou te mostrar um plano de 4 passos que vão te ajudar a ter mais clareza e a conectar o presente com o futuro. Antes quero te explicar dois conceitos, o primeiro é o conceito de Estado Atual, que nada mais é que o seu momento de vida ou contexto atual, a situação na qual você se encontra, o presente. O segundo se chama Estado Desejado, que é o que você deseja alcançar, sua meta, o seu futuro.

Quatro passos para te ajudar a ter clareza de objetivos

1º Passo: Entendendo o Estado Atual

Caso Pedro, vamos imaginar um caso fictício.  Hoje Pedro em seu Estado Atual é supervisor de marketing em uma grande empresa. Seu trabalho não é dos melhores do mercado, pois a cultura da empresa não tem muita congruência com seus valores, é formal demais para ele. Sua postura na empresa é sempre de evitar desafios e fazer apenas o que lhe é pedido. Se alguém perguntar para o Pedro aonde ele quer estar daqui a 5 anos, ele não saberá responder. Ou seja, não tem clareza.

E no seu caso, qual é o Estado Atual? Qual a sua ocupação? Você está feliz com ela? O que há de bom? E de ruim onde está? Escreva tudo o que vier na sua cabeça, deixe fluir as ideias.

As vezes dentro da nossa mente é um pouco confuso, então colocar no papel nos ajuda a ter mais clareza. Você pode se surpreender com o resultado que o simples fato de escrever pode trazer.

2º Passo: Identificando o Estado Desejado

Depois de muita reflexão, Pedro chega à conclusão de que ele quer ter o próprio negócio daqui a 5 anos, mais especificamente uma empresa que oferece serviços de planejamento de marketing. Ótimo, agora ele identificou o Estado Desejado. Pedro costumava ir trabalhar forçado e se sentindo praticamente obrigado, mas agora ele tem um bom motivo para levantar da cama no primeiro toque do despertador sem apertar o botão soneca.

E você? Qual é a sua visão? Onde quer estar daqui dois, três ou cinco 5 anos? O que você quer fazer profissionalmente? Em qual local quer estar trabalhando? Novamente, anote tudo o que estiver pensando.

3º Passo: Validando o Estado Desejado

Identificar o seu Estado Desejado é importante, porém não é o bastante. Você precisa ir além, entender qual é a razão para buscá-lo. No caso do Pedro, o que o motiva a ter o próprio negócio é ter autonomia, poder implantar seu modelo de gestão, ser responsável pelos resultados da empresa e ter controle sobre ela. Pedro tem consciência de todos os desafios que empreender traz consigo. Porém, ele se sente atraído por esses desafios. Ou seja, essa meta está alinhada com os valores de Pedro e com sua visão dele para o futuro.

Agora é a sua vez de validar o seu. Por que vai valer a pena conquistar esse objetivo? O que ele vai te trazer de positivo? O que você espera conseguir ao alcançá-lo? Por que isso é importante para você? Se a resposta for superficial e não estiver totalmente alinhada com os seus valores, talvez esse Estado Desejado não vá te manter focado por muito tempo. Por esse motivo é importante que ele esteja totalmente alinhado com o que você quer para a sua vida.

4º Passo: Planejamento

Após validar o Estado Desejado, é hora de criar uma estratégia para chegar até ele. Sabendo qual é o seu objetivo para o futuro, você pode analisar também o que te separa dele, ou seja, o que você precisa aprender, adquirir ou mudar para chegar lá. No caso do Pedro, ele precisa aprender como administrar uma empresa, juntar recursos financeiros e mudar o seu comportamento no trabalho para adquirir mais conhecimento. Embora ainda existam alguns pontos com os quais ele não se identifica, agora Pedro tem clareza do porque está na empresa e como ele pode usar a situação a seu favor, caminhando em direção à sua meta.

Para finalizar o plano, responda as seguintes perguntas. O que te separa do seu objetivo? Qual competência ou recurso que você precisa desenvolver? Existe algum comportamento que você precisa mudar? Quer saber mais sobre seus comportamentos clica aqui e faça o teste DISC.

Quanto mais detalhado você conseguir ser, melhor será o resultado. Com o plano elaborado, agora só falta colocar a mão na massa e ir fazendo ajustes ao longo do caminho.

 

[wp_bannerize_pro categories="mente" orderby="random" numbers="1"]

CONHEÇA E VENÇA SEUS SABOTADORES INTERNOS

CONHEÇA E VENÇA SEUS SABOTADORES INTERNOS

“Sua mente é sua melhor amiga. Mas também é sua pior inimiga”, decreta Shirzad Chamine no início do livro Inteligência Positiva – editora Fontanar. Chamine analisou mais de duzentos estudos científicos em neurociência, ciência organizacional e psicologia e, a partir deles, elaborou a teoria da Inteligência Positiva – ela indica o controle que você tem sobre a sua mente e o quanto ela age em seu próprio benefício.

Para Chamine, a Inteligência Positiva explica diversos comportamentos comuns que temos em diferentes esferas da vida, desde a frequência com que as pessoas em dieta sucumbem ao efeito sanfona até o abandono das resoluções de ano novo após poucos meses. Para ele, os sabotadores fazem com que só 20% dos indivíduos e equipes alcancem seu verdadeiro potencial.

O que ele chama de sabotadores é um conjunto de padrões mentais automáticos, que nos leva a autossabotagem, e que trabalham contra o que há de melhor em nós.

Os sabotadores fazem parte do nosso cérebro sobrevivente, que desenvolvemos desde a nossa infância, e são responsáveis por literalmente sobrevivermos quando crianças. O problema é que, quando nos tornamos adultos, manter estes padrões sabotadores impede que sejamos livres emocional e mentalmente, pois com eles apenas sobrevivemos, não conseguimos ser felizes e realizados, porque nosso cérebro positivo, o inteligente é deixado de lado na maioria das vezes.

Descubra entre os 10 sabotadores quais deles são predominantes em você. Os seus principais sabotadores te impede de realizar tudo aquilo que você sempre sonhou na sua vida pessoal e profissional.

 

Vamos então conhecer os 10 principais inimigos internos?

1- O Crítico

É o principal Sabotador, o que afeta todo mundo. Ele leva você a encontrar constantemente defeitos em si mesmo, nos outros e nas suas condições e circunstâncias. Gera a maior parte da sua ansiedade, estresse, raiva, decepção, vergonha e culpa. A mentira dele para se justificar é a de que, sem ele, você ou os outros se transformariam em seres preguiçosos e sem ambição que não iriam muito longe.

2- O Insistente

É a necessidade de perfeição, ordem e organização levada longe demais. Ele deixa você e os outros ao seu redor ansiosos e nervosos. Drena a sua energia ou a dos outros com medidas extras de perfeição que não são necessárias. Também faz você viver em constante. Frustração consigo mesmo e com os outros pôr as coisas não estarem perfeitas o bastante. A mentira dele é que o perfeccionismo é sempre bom e que você não paga um preço muito alto por ele.

3- O Prestativo

Este sabotador obriga você a tentar ganhar aceitação e afeição ao ajudar, agradar, salvar ou elogiar os outros constantemente. O resultado é que ele faz com que você perca de vista suas próprias necessidades e se ressinta dos outros. Também encoraja os outros a se tornarem exageradamente dependentes de você. A mentira dele é que você está agradando os outros porque é uma coisa boa de se fazer, negando que, na verdade, você está tentando ganhar afeição e aceitação indiretamente.

4- O Hiper-Realizador

Este sabotador deixa você dependente de desempenho e realizações constantes para ter respeito e validação próprios. Ele mantém você concentrado principalmente no sucesso exterior em vez de no critério interior para felicidade. Costuma levar a tendências insustentáveis de vício em trabalho e faz com que você perca contato com necessidades emocionais e de relacionamento mais profundas. A mentira dele é que sua aceitação própria deveria ser dependente do desempenho e da valorização externos.

5- A Vítima

Ele quer que você se sinta emotivo e temperamental como forma de ganhar atenção e afeto. E resulta em um foco extremo em sentimentos internos, principalmente os dolorosos, e pode muitas vezes ter uma tendência a se martirizar. As consequências são que você desperdiça sua energia mental e emocional, e os outros se sentem frustrados, impotentes ou culpados de nunca conseguirem fazer você feliz por muito tempo. A mentira deste sabotador é que assumir a figura de vítima ou mártir é a melhor maneira de atrair cuidado e atenção para si mesmo.

6- O Hiper-Racional

Ele coloca um foco intenso e exclusivo no processo racional de tudo, incluindo relacionamentos. Ele faz com que você seja impaciente com as emoções das pessoas e as veja como indignas de muito tempo e consideração. Quando você está sob a influência do Hiper-Racional, pode ser visto como frio, distante ou intelectualmente arrogante. Ele limita sua profundidade e flexibilidade em relacionamentos no trabalho e em sua vida pessoal e intimida pessoas com mentes menos analíticas. A mentira dele é que a mente racional é a forma mais importante e útil de inteligência que você possui.

7- O Hipervigilante

Ele faz você sentir ansiedade intensa e contínua em relação a todos os perigos que cercam você e em relação a tudo o que poderia dar errado. Ele fica constantemente em estado de alerta e nunca pode descansar. Isso resulta em uma grande quantidade de estresse contínuo que exaure você e os outros. A mentira dele é que os perigos ao seu redor são maiores do que realmente são e que a vigilância ininterrupta é a melhor maneira de lidar com eles.

8- O Inquieto

Ele está constantemente em busca de emoções maiores na próxima atividade ou mantendo-se sempre ocupado. Ele não permite que você sinta muita paz e alegria com sua atividade atual. Dá a você uma contínua série de atividades que o faz perder o foco nas coisas e nos relacionamentos que realmente importam. As outras pessoas têm dificuldade em acompanhar a pessoa guiada pelo Inquieto e costumam se sentir distantes dele ou dela. A mentira dele é que, ao se manter tão ocupado, você está vivendo a vida intensamente, mas ele ignora o fato de que a busca por uma vida cheia faz você perder a vida que está acontecendo no momento.

9- O Controlador

Este sabotador unciona movido a uma necessidade ansiosa de estar no comando, controlar situações e dirigir as ações das pessoas de acordo com a vontade dele. Ele gera alta ansiedade e impaciência quando isso não é possível. Na visão do Controlador, ou você está no controle, ou está fora de controle. Enquanto o Controlador permite que você consiga resultados em curto prazo, ele acaba gerando ressentimento nos outros em prazos mais longos e impede que eles exercitem e desenvolvam sua capacidade plena. A mentira dele é que você precisa do Controlador para extrair os melhores resultados das pessoas ao seu redor.

10- O Esquivo

Ele se concentra no positivo e no prazeroso de uma maneira extrema. Ele evita tarefas difíceis e desagradáveis e conflitos. Ele leva você aos hábitos de procrastinar e fugir de conflitos. Isso resulta em explosões nocivas, em conflitos sufocados que foram deixados de lado, e provoca atrasos na conclusão de coisas. A mentira dele é que você está sendo positivo, e não evitando seus problemas.

 

Ativando o seu Sábio

A mente sábia possui 5 grandes poderes que devemos capitalizar em nossas vidas: empatia, exploração, inovação, navegação e ação decisiva. Os 5 grande poderes do sábio, serão ativados por meio da inteligência, do amor, da compaixão, da alegria, da criatividade e da ajuda ao próximo.

A perspectiva do Sábio envolve aceitar o fato em vez de negar, rejeitar ou se ressentir. Ela aceita todos os resultados e circunstâncias como dádiva e oportunidade. Esse é o grande segredo!

 

Segredo para enfrentar vencer os sabotadores:

Além de descobrir seu principal Sabotador, é criar a voz contrária, sem nunca esquecer que é nossa mente que controla como iremos lidar com as próprias sabotagens e não o contrário. Quando seu juiz diz que você fracassou, você fracassou. O escritor ainda lembra que uma das maiores mentiras é que o sucesso leva à felicidade, porém, na verdade, um cérebro feliz é mais capaz, mais criativo e mais preparado diante das possibilidades do sucesso.

  1. Ter EMPATIA consigo mesmo e com outros e levar compaixão e compreensão a qualquer situação

Ter empatia pelo outro é um ato de generosidade. É questão de se colocar no lugar do outro, não só de ver, mas também de sentir o mundo pelo ponto de vista do outro. A empatia é questão de sentimento, não de pensamento e nem de análise.

  1. EXPLORAR com grande curiosidade e mente aberta

A energia e a emoção puras que o modo explorador do Sábio gera são baseadas em curiosidade, franqueza, assombro e fascinação pelo que está́ sendo explorado. Apesar de o modo explorador ser importante para encarar novos desafios, também é essencial para aprendermos com nossas falhas e nossos erros passados.

  1. INOVAR e criar novas perspectivas e soluções fora dos parâmetros convencionais

A inovação verdadeira é questão de sair dos parâmetros convencionais, das suposições e dos hábitos que nos seguram.

  1. NAVEGAR e escolher um caminho que melhor se encaixe em seus valores e missão

Sem clareza do nosso propósito, acabaríamos dando muitos passos que, sozinhos, poderiam parecer bem-sucedidos, mas no fim poderiam estar nos fazendo andar em círculos. Para o poder de navegação do Sábio ter um impacto significativo, é preciso haver uma conexão mais profunda com sua criatividade.

  1. Ativar e ter AÇÕES DECISIVAS sem interferências e distrações

O poder de ativar do Sábio leva você à ação pura, na qual todas as suas energias mentais e emocionais estão direcionadas com foco para a ação e não são distraídas pelos Sabotadores.

O Sábio ajuda você a sentir paz e alegria independente do que está́ acontecendo em qualquer área da sua vida, enquanto os Sabotadores fazem você se sentir incompleto sejam quais forem as circunstâncias.

O sábio puxa você para agir por meio de compaixão, curiosidade, criatividade, alegria de se expressar, desejo de contribuir e criar significado e empolgação da ação.

 

Espero que tenha sido útil este texto!

E caso tenha alguma pessoa que possa se beneficiar destas informações, compartilhe com ela!

 

MINDSET, EMPREENDEDORISMO E CRIPTOMOEDAS

MINDSET, EMPREENDEDORISMO E CRIPTOMOEDAS

Mindset pode ser descrito como a mentalidade que cada um de nós temos em relação à vida.  Em termos práticos, o conceito significa o conjunto de atitudes mentais que influencia diretamente nos nossos comportamentos e pensamentos.

Mindset está muito mais relacionado a uma forma de mentalizar as coisas de maneira positiva do que à prática de ações eficientes. É isto que menciona a psicóloga Carol Dweck, professora da Universidade Stanford, nos Estados Unidos, e autora do livro Mindset A Atitude Mental para o Sucesso.  Nossos resultados e sucesso dependem, quase que exclusivamente, da nossa maneira de pensar. O trabalho da Dra. Carol indica que existem dois tipos de mindset, e que eles são determinantes na vida de qualquer pessoa.

A atividade mental fixa é aquela que faz com que os indivíduos acreditem que se não nascem com determinadas capacidades e dons, naturalmente, também não podem desenvolvê-los ao longo do tempo. Geralmente, eles entendem que a inteligência deles está sendo colocada em julgamento a todo momento e se sentem inseguros em relação a isso. Essa tendência de não engajar impede que essa pessoa adquira novos conhecimentos que considera estarem em um nível de dificuldade maior do que ela pensa que é capaz.

Tanto no âmbito profissional como no pessoal, quem tem a mentalidade mais fixa demonstra mais pensamentos negativos e tem a inclinação de ficar estagnado e desmotivado diante de situações complicadas que fogem do comum. No trabalho é fácil identificar esse perfil! Basta analisar quem é o colaborador que nunca quer fazer atividades diferentes do que está acostumado, que não quer aprender novos conceitos, que sempre pede a opinião dos outros e que foge de grandes responsabilidades por ter medo de não conseguir lidar com elas corretamente.

O segundo tipo de mentalidade é chamada de progressiva ou de crescimento. Ao contrário da mentalidade fixa, as pessoas com esse tipo de pensamento acreditam que seus talentos e habilidades podem ser desenvolvidos, desde que elas sejam pacientes, focadas, esforçadas e dedicadas. Um indivíduo com esse mindset tem a aptidão para transformar a dificuldade em uma oportunidade de aprender e evoluir. Se ele errar, não tem problema, pois ele acredita que é possível assimilar novos conhecimentos com o que não deu certo. O importante é enxergar os pontos positivos do processo e entender como corrigir os pontos negativos.

Os profissionais com este perfil são empreendedores, aqueles que estão destinados ao sucesso, pois buscam vencer suas limitações e aprimorar seus conhecimentos diariamente. Também é simples encontrar esse tipo de colaborador no seu local de trabalho. É só verificar quem não tem medo de adquirir novas responsabilidades, está sempre estudando e se atualizando e que não desanima quando erra. Esse colaborador simplesmente irá rever o processo e se esforçar para entender o que e deve fazer para reverter a situação. Geralmente esse tipo de colaborador está em evolução contínua na empresa ou já são líderes.

Para potencializar nossos resultados no empreendedorismo, devemos desenvolver atitudes mentais positivas e um mindset progressivo.

No mindset fixo há uma crença limitante e atitude reativa em relação a alguns aspectos da vida. A pessoa que fica muito tempo pensando que não pode fazer determinadas coisas ou com medo de agir frente a novidades, possivelmente vai continuar pensando assim até que haja uma intervenção nesse ponto específico.

Dê um “boost” no seu mindset empreendedor

O mindset empreendedor está contido no grupo do mindset progressivo ou de crescimento, por isso vemos que para mudar um contexto é preciso decidir e desenvolver habilidades e você como um empreendedor, pode agir conforme tal. Toda pessoa pode vir a ser um empreendedor, se decidir a desenvolver-se neste sentido. E nesta evolução é preciso trabalhar pontos de vista e crenças limitantes para visualizar novas possibilidades e oportunidades. Para isso é preciso reconhecer as limitações, identificar o seu estado atual e o estado desejado, e sobretudo agir com foco no objetivo planejado.

Partindo daí, temos que ter uma dedicação máxima para o negócio com foco e metas claras. É preciso e muito importante também acreditar em si mesmo. Outra coisa muito importante é ter um propósito. Com um propósito você vai ter um norte de onde quer chegar e por onde deve ir.

Com o mindset progressivo estamos abertos as coisas novas, como por exemplo a entender mais sobre as criptomoedas. As criptomoedas são o assunto do momento, seja nos noticiários, ou em conversas rotineiras. Essas moedas têm chamado a atenção, tanto pela possibilidade de altos retornos com o investimento, quanto por notícias polêmicas. O Bitcoin hoje é a criptomoeda mais conhecida do mercado, mas existem dezenas delas.

Vamos então entender o que são as criptomoedas, como elas funcionam e por que elas vêm chamando tanta atenção.

Uma criptomoeda é uma moeda virtual, que usa a criptografia e a tecnologia chamada de blockchain para garantir o funcionamento descentralizado de negociações pela internet. A primeira criptomoeda que surgiu foi o Bitcoin, criada em 2009 por um programador, ou grupo de programadores, chamado Satoshi Nakamoto.

A partir dela, foram criadas inúmeras outras, chamadas Altcoins, como por exemplo:

  • Ethereum
  • Bitcoin Cash
  • Litecoin
  • Ripple
  • Iota

Também chamadas de moedas virtuais ou moedas digitais, essas criptomoedas são representadas por um código, protegido por criptografia e muito difícil de ser alterado. Por serem descentralizadas, elas podem ser transferidas de uma pessoa para outra sem a intermediação de um banco, o que é chamado de sistema ponto-a-ponto no inglês, “peer to peer”.

Também por esse motivo, elas não possuem regulamentação do Banco Central. Seu único sistema de controle é a blockchain, um tipo de banco de dados que funciona como um registro público de todas as transações realizadas.

Talvez seu mindset progressivo empreendedor esteja te dizendo devo investir imediatamente em criptomoedas. Mas com certeza uma outra voz menos otimista possa estar dizendo o contrário. Na mesma maneira que há 30 anos a maioria das pessoas não acreditavam que o nosso dinheiro seria de cartão de plástico e que teríamos um computador na palma da mão, também hoje ainda é difícil entender como no dinheiro possa ser digital, como assim….

E de tanto ouvir os dois lados, os entusiastas das criptomoedas e os que querem negativar esta realidade para manter o sistema tradicional de investimento. Um lado meu mais conservador me disse cautela, porém o outro meu lado entusiasta e corajoso me disse experimenta e investe nesta novidade, que aliás não é tão novidade assim pois já existe há 10 anos e já deu provas que não é o dinheiro do futuro e sim do presente.

No que diz respeito à Blockchain, trata-se de uma ideia que certamente mudará o mundo nos próximos anos. Com o aumento maciço de empresas que se adaptaram a essa nova tecnologia para melhorar suas operações ou aceitar e negociar com criptomoedas, os preços das criptomoedas aumentaram imensamente.

O Bitcoin literalmente tocou nas nuvem, surpreendendo os pessimista e enriquecendo os primeiros investidores que desde o início acreditaram no potencial e no poder da tecnologia blockchain.

Os investimentos em criptomoedas geraram maiores lucros, não por seu rápido crescimento e preços cada vez maiores, mas devido à descentralização da moeda. As criptomoedas não precisam de bancos e não é controlada por nenhum governo, que levaria taxas sobre transações e conversões monetárias.

Elas não são apenas convenientes e confortáveis, mas também fáceis de operar e gerenciar. Curiosamente, as criptomoedas permitiram que pessoas e organizações em todo o mundo negociassem sem intermediações de bancos e governos.

Então não perca tempo, converse com suas duas mentes, a progressiva e a fixa, entrem num acordo, se aprofunde na Blockchain e aproveite a oportunidade do século, investindo em criptomoedas. Não há dúvidas que profissionais com mindset progressiva e empreendedora e conhecimento em blockchain estarão um passo à frente neste universo.

 

Gostou destas informações?

Então deixe um comentário e compartilhe com pessoas que também vão gostar de saber mais sobre isto.

MINDSET, EMPREENDEDORISMO E CRIPTOMOEDAS

Mindset pode ser descrito como a mentalidade que cada um de nós temos em relação à vida.  Em termos práticos, o conceito significa o conjunto de atitudes mentais que influencia diretamente nos nossos comportamentos e pensamentos.

Mindset está muito mais relacionado a uma forma de mentalizar as coisas de maneira positiva do que à prática de ações eficientes. É isto que menciona a psicóloga Carol Dweck, professora da Universidade Stanford, nos Estados Unidos, e autora do livro Mindset A Atitude Mental para o Sucesso.  Nossos resultados e sucesso dependem, quase que exclusivamente, da nossa maneira de pensar. O trabalho da Dra. Carol indica que existem dois tipos de mindset, e que eles são determinantes na vida de qualquer pessoa.

A atividade mental fixa é aquela que faz com que os indivíduos acreditem que se não nascem com determinadas capacidades e dons, naturalmente, também não podem desenvolvê-los ao longo do tempo. Geralmente, eles entendem que a inteligência deles está sendo colocada em julgamento a todo momento e se sentem inseguros em relação a isso. Essa tendência de não engajar impede que essa pessoa adquira novos conhecimentos que considera estarem em um nível de dificuldade maior do que ela pensa que é capaz.

Tanto no âmbito profissional como no pessoal, quem tem a mentalidade mais fixa demonstra mais pensamentos negativos e tem a inclinação de ficar estagnado e desmotivado diante de situações complicadas que fogem do comum. No trabalho é fácil identificar esse perfil! Basta analisar quem é o colaborador que nunca quer fazer atividades diferentes do que está acostumado, que não quer aprender novos conceitos, que sempre pede a opinião dos outros e que foge de grandes responsabilidades por ter medo de não conseguir lidar com elas corretamente.

O segundo tipo de mentalidade é chamada de progressiva ou de crescimento. Ao contrário da mentalidade fixa, as pessoas com esse tipo de pensamento acreditam que seus talentos e habilidades podem ser desenvolvidos, desde que elas sejam pacientes, focadas, esforçadas e dedicadas. Um indivíduo com esse mindset tem a aptidão para transformar a dificuldade em uma oportunidade de aprender e evoluir. Se ele errar, não tem problema, pois ele acredita que é possível assimilar novos conhecimentos com o que não deu certo. O importante é enxergar os pontos positivos do processo e entender como corrigir os pontos negativos.

Os profissionais com este perfil são empreendedores, aqueles que estão destinados ao sucesso, pois buscam vencer suas limitações e aprimorar seus conhecimentos diariamente. Também é simples encontrar esse tipo de colaborador no seu local de trabalho. É só verificar quem não tem medo de adquirir novas responsabilidades, está sempre estudando e se atualizando e que não desanima quando erra. Esse colaborador simplesmente irá rever o processo e se esforçar para entender o que e deve fazer para reverter a situação. Geralmente esse tipo de colaborador está em evolução contínua na empresa ou já são líderes.

Para potencializar nossos resultados no empreendedorismo, devemos desenvolver atitudes mentais positivas e um mindset progressivo.

No mindset fixo há uma crença limitante e atitude reativa em relação a alguns aspectos da vida. A pessoa que fica muito tempo pensando que não pode fazer determinadas coisas ou com medo de agir frente a novidades, possivelmente vai continuar pensando assim até que haja uma intervenção nesse ponto específico.

Dê um “boost” no seu mindset empreendedor

O mindset empreendedor está contido no grupo do mindset progressivo ou de crescimento, por isso vemos que para mudar um contexto é preciso decidir e desenvolver habilidades e você como um empreendedor, pode agir conforme tal. Toda pessoa pode vir a ser um empreendedor, se decidir a desenvolver-se neste sentido. E nesta evolução é preciso trabalhar pontos de vista e crenças limitantes para visualizar novas possibilidades e oportunidades. Para isso é preciso reconhecer as limitações, identificar o seu estado atual e o estado desejado, e sobretudo agir com foco no objetivo planejado.

Partindo daí, temos que ter uma dedicação máxima para o negócio com foco e metas claras. É preciso e muito importante também acreditar em si mesmo. Outra coisa muito importante é ter um propósito. Com um propósito você vai ter um norte de onde quer chegar e por onde deve ir.

Com o mindset progressivo estamos abertos as coisas novas, como por exemplo a entender mais sobre as criptomoedas. As criptomoedas são o assunto do momento, seja nos noticiários, ou em conversas rotineiras. Essas moedas têm chamado a atenção, tanto pela possibilidade de altos retornos com o investimento, quanto por notícias polêmicas. O Bitcoin hoje é a criptomoeda mais conhecida do mercado, mas existem dezenas delas.

Vamos então entender o que são as criptomoedas, como elas funcionam e por que elas vêm chamando tanta atenção.

Uma criptomoeda é uma moeda virtual, que usa a criptografia e a tecnologia chamada de blockchain para garantir o funcionamento descentralizado de negociações pela internet. A primeira criptomoeda que surgiu foi o Bitcoin, criada em 2009 por um programador, ou grupo de programadores, chamado Satoshi Nakamoto.

A partir dela, foram criadas inúmeras outras, chamadas Altcoins, como por exemplo:

  • Ethereum
  • Bitcoin Cash
  • Litecoin
  • Ripple
  • Iota

Também chamadas de moedas virtuais ou moedas digitais, essas criptomoedas são representadas por um código, protegido por criptografia e muito difícil de ser alterado. Por serem descentralizadas, elas podem ser transferidas de uma pessoa para outra sem a intermediação de um banco, o que é chamado de sistema ponto-a-ponto no inglês, “peer to peer”.

Também por esse motivo, elas não possuem regulamentação do Banco Central. Seu único sistema de controle é a blockchain, um tipo de banco de dados que funciona como um registro público de todas as transações realizadas.

Talvez seu mindset progressivo empreendedor esteja te dizendo devo investir imediatamente em criptomoedas. Mas com certeza uma outra voz menos otimista possa estar dizendo o contrário. Na mesma maneira que há 30 anos a maioria das pessoas não acreditavam que o nosso dinheiro seria de cartão de plástico e que teríamos um computador na palma da mão, também hoje ainda é difícil entender como no dinheiro possa ser digital, como assim….

E tanto ouvir os dois lados, os entusiastas das criptomoedas e os que querem negativar esta realidade para manter o sistema tradicional de investimento. Um lado meu mais conservador me disse cautela, porém o outro meu lado entusiasta e corajoso me disse experimenta e investe nesta novidade, que aliás não é tão novidade assim pois já existe há 10 anos e já deu provas que não é o dinheiro do futuro e sim do presente.

No que diz respeito à Blockchain, trata-se de uma ideia que certamente mudará o mundo nos próximos anos. Com o aumento maciço de empresas que se adaptaram a essa nova tecnologia para melhorar suas operações ou aceitar e negociar com criptomoedas, os preços das criptomoedas aumentaram imensamente.

O Bitcoin literalmente tocou nas nuvem, surpreendendo os pessimista e enriquecendo os primeiros investidores que desde o início acreditaram no potencial e no poder da tecnologia blockchain.

Os investimentos em criptomoedas geraram maiores lucros, não por seu rápido crescimento e preços cada vez maiores, mas devido à descentralização da moeda. As criptomoedas não precisam de bancos e não é controlada por nenhum governo, que levaria taxas sobre transações e conversões monetárias.

Elas não são apenas convenientes e confortáveis, mas também fáceis de operar e gerenciar. Curiosamente, as criptomoedas permitiram que pessoas e organizações em todo o mundo negociassem sem intermediações de bancos e governos.

Então não perca tempo, converse com suas duas mentes, a progressiva e a fixa, entrem num acordo, se aprofunde na Blockchain e aproveite a oportunidade do século, investindo em criptomoedas. Não há dúvidas que profissionais com mindset progressiva e empreendedora e conhecimento em blockchain estarão um passo à frente neste universo.

 

Gostou destas informações?

Então deixe um comentário e compartilhe com pessoas que também vão gostar de saber mais sobre isto.

 

 

[wp_bannerize_pro categories="mente" orderby="random" numbers="1"]

DICAS DE LIDERANÇA QUE VÃO POTENCILIZAR E TRANSFORMAR A SUA EQUIPE

O adequado gerenciamento de equipes pode fazer toda a diferença na gestão de pessoas, bem como para o negócio de um modo geral. É sempre bom ter em mente que equipes motivadas entregam melhores resultados, pois engajam e comprometem-se verdadeiramente com o que deve ser feito.

A economia mundial é volátil, nem mesmo os mercados mais desenvolvidos e sólidos financeiramente estão livres de crises econômicas, desencadeadas por fatores internos ou externos.

O que faz a diferença nas organizações bem administradas é a habilidade de gerenciar essas turbulências, cenário onde o líder tem papel fundamental, afinal uma das principais competências dos gestores é garantir os resultados através do engajamento das pessoas, evitando ameaças e danos ao sistema organizacional.

Contudo, é preciso ao líder autoconhecimento, habilidades relacionais e conhecimento de algumas táticas relacionadas a gestão em geral. Deve-se saber transformar um simples grupo em equipe, definir um propósito a ser perseguido por todos, reconhecer e recompensar os melhores resultados.

Hoje, as empresas precisam de líderes capazes de preparar um ambiente seguro e saudável para que as equipes se desenvolvam e produzam com potencial máximo.

Veja algumas dicas para construir uma liderança focada em resultados, e especialmente no desenvolvimento e evolução dos colaboradores:

1) Assuma a liderança

Use a autoridade que a organização lhe concedeu ao indicá-lo para o cargo e assuma o comando da equipe. Sua equipe precisa sentir que tem na liderança alguém firme e seguro. E também alguém que saiba compartilhar este comando, consultando seus colaboradores, ao mesmo tempo que conduz e cobra o cumprimento do que foi decidido.

Mantenha sempre uma relação próxima de sua equipe e deixe o ambiente mais informal possível, isso traz leveza e alivia as pressões diárias. Todo verdadeiro líder deve saber ser flexível quando necessário. Foque no exemplo de um avião que, para suportar uma turbulência e mudanças repentinas, precisa de asas flexíveis para não quebrar.

2) Conheça sua equipe e saiba suas expectativas

Todo líder precisa conhecer sua equipe. Cada colaborador tem um perfil diferente e é importante conhecer cada membro da equipe. Existem perfis analíticos, comunicadores, planejadores, executores, criativos, empreendedores, integradores, e conhecendo o estilo de cada membro da equipe, fica mais fácil motivar e delegar as tarefas. Avaliação de perfil comportamental DISC gratuita neste link: https://nadirpaescoach.com/test/disc/

É importante saber o que as pessoas da equipe espera de você. E também como elas gostariam de ser tratadas e o que as motiva. Além do alinhamento das expectativas profissionais, procure conhecer as expectativas pessoais da sua equipe, isto pode parecer pouco importante, porém é ótimo para criar engamento e propiciar relacionamento saudável e colaborativo.

3) Tenha clareza de sua função e de suas metas.

Saiba exatamente o que as pessoas e a organização esperam de você e de sua equipe, bem como o que precisa ser feito para cumprir com clareza sua função e suas metas.

Um bom planejamento de metas é o que orienta os trabalhos de uma equipe. Esses planos devem passar por revisões e readequações periódicas, para se manterem alinhados à realidade. Muitas vezes, também é preciso incluir planos de contingência e novos projetos, garantindo a coerência de todas ações e decisões que envolvem os colaboradores. E também deverá coordenar as ações individuais para convergirem numa direção uniforme.

4) Coloque-se igual às pessoas do grupo sem distanciamentos hierárquicos.

As pessoas confiam mais em quem não as olha de cima para baixo, mas que conversa com elas com respeito e companheirismo. Saiba comunicar o que quer de uma forma clara e assertiva, isso é necessário para que equívocos não aconteçam por uma falha na comunicação. Procure ouvir a sua equipe para que seus membros não sejam apenas operacionais. Para obter mais e mais engajamento, é importante saber a opinião de seus colaboradores sobre suas atividades no sistema onde estão inseridos.

O melhor jeito de conquistar uma equipe engajada é transmitindo confiança. Isso se adquire no dia a dia, com a convivência e com os exemplos. Por isso, jamais prometa algo que não poderá cumprir, seja um líder de palavra, apresente suas ideias e as formas como quer alcançá-las. Esteja sempre disposto a ajudar.

5) Seja criativo e inovador.

Saiba inovar e saiba abrir espaço para questionamentos e propostas que venham através das pessoas da equipe. Ouvir significa estar aberto a receber sugestões, ideias e até mesmo, críticas. Isso não quer dizer que você deve aceitá-las, mas sim que deve estar disposto a receber e avaliar os interesses da sua equipe e depois decidir a viabilidade de implantar ou não. Normalmente as pessoas da equipe tem ideias inovadoras, capazes de resultados surpreendentes. Acredite nas pessoas e faça com que elas acreditem em você.

6) Seja tolerante com quem erra.

Seja tolerante com quem erra e crie um ambiente de busca de soluções e de comprometimento e não de inibição e de repressão. Quantas vezes um erro indicou novas possibilidades de fazer corretamente. Num universo familiar e empresarial em rápidas transformações, às vezes inesperadas, é importante a busca permanente de novas ideias. As novas ideias são necessárias tanto para adaptar-se às mudanças, como também para sair na frente, antecipando mudanças.

7) Saiba administrar conflitos.

Nos eventuais conflitos internos de sua equipe ou com área externa, evite tomar partido. Faça uma boa coleta de dados, chame para conversar, solicite que as partes coloquem seu ponto de vista e leve-os a refletir com serenidade. É importante agir de forma equilibrada e ponderada, se houver possibilidade deixe baixar a poeira. Diante de conflitos deve-se usar a lógica e o equilíbrio emocional, buscando fazer os lados envolvidos entender a origem da discordância e buscarem a solução para o bem comum. Estimule e faça cada envolvido no conflito a apresentar sua proposta de solução ou de superação. Com cabeça fria é possível encontrar o caminho do meio, e consequentemente a solução.

8) Promova a cooperação.

Promova nas pessoas de sua equipe o espírito de cooperação e de solidariedade, em que cada um é corresponsável pelo todo da equipe. Para conquistar uma equipe colaborativa também é preciso colaborar. Mostre que se importa com o sucesso da equipe, e que você faz parte deste processo. As principais vantagens e benefícios em estimular a colaboração entre os membros da equipe são, a redução no tempo necessário para a execução de tarefas, melhoria na comunicação, aprendizagem e satisfação pessoal.

A colaboração é ingrediente fundamental para a obtenção de resultados. No mundo complexo em que vivemos fica cada vez mais difícil realizar coisas de forma individual.  Portanto só temos a ganhar em sermos disponíveis para colaborar com as pessoas e fazer parte de forma atuante do trabalho em equipe.

9) Tome decisões compartilhadas.

Nas decisões a serem tomadas procure sempre envolver as pessoas da sua equipe. Esta atitude promove a potencialização da capacidade de cada colaborador, o que é bom para o grupo, para a empresa e para o ambiente de trabalho. Quando os colaboradores se sentem integrados e parte de algo importante para a organização, eles ficam mais motivados e engajados. Além de sentirem que o que eles fazem importa, eles também sentem que são levados em consideração no processo de tomada de decisão.

10) Destaque e reconheça cada membro da equipe.

Procure reconhecer a dedicação, o esforço e as conquistas de cada membro da equipe. E sempre que possível encontre um jeito de recompensar individual e coletivamente. O elogio é uma forma de reconhecer um trabalho bem feito, as horas a mais de dedicação, o empenho do grupo em determinado projeto, o senso de coletividade dos profissionais ou aquela superideia que veio justamente na hora em que a empresa mais precisava inovar. Quando o líder elogia um colaborador ou todos os membros da equipe, mostra que está atento ao seu desempenho e aberto a reconhecer seus resultados, o que é muito importante para a autoestima, produtividade e engajamento do grupo.

11) Seja um líder coach.

Procure atuar como um líder coach que está sempre inspirando os colaboradores e pronto para instruir e pedir que alguém do grupo instrua o colega que está tendo alguma dificuldade. Delegue, sempre que possível, responsabilidades a seus colaboradores. Deste modo irá formando progressivamente seus sucessores, despertando e cultivando neles o potencial de liderança.

Pratique feedbacks, estes são muito importantes para alinhar sua expectativa com a do colaborador. Esse momento deve ser uma conversa evolutiva e não somente focada nos erros e pontos negativos. Sobretudo o feedback é para mostrar os pontos positivos e como os negativos podem ser melhorados. Percebe a diferença?

Uma pessoa que sabe como liderar uma equipe mantém colaboradores motivados e engajados com a empresa, os projetos e uns com os outros.

Essas dicas poderão ampliar sua capacidade de liderança, mas sobretudo poderão transformar sua equipe, gerando um clima de confiança, satisfação e corresponsabilidade.

Para concluir, vou dar uma última dica, esta talvez seja a mais importante de todas:

12) Esteja sempre atento e alerta sobre si mesmo.

A auto-observação é a melhor forma de autoconhecimento e autodesenvolvimento. Nunca perca você de vista, pois você é o espelho no qual seus colaboradores buscam refletir. O exemplo é a melhor forma de ensinar e inspirar, para liderar bem a sua equipe é preciso ser exemplo. Pelas reações de seus colaboradores você poderá saber como está seu desempenho como líder.

Estas dicas de liderança vão engajar e transformar sua equipe, bem como fazer de você uma pessoa mais centrada, mais leve e mais feliz.

 

Você gostou destas dicas? Então compartilha com pessoas que também poderão se beneficiar destas informações.

 

 

[wp_bannerize_pro categories="mente" orderby="random" numbers="1"]